Vendas do Wal-Mart decepcionam com consumidores cortando gastos

quinta-feira, 15 de agosto de 2013 10:46 BRT
 

15 Ago (Reuters) - O Wal-Mart divulgou vendas trimestrais decepcionantes nos Estados Unidos nesta quinta-feira, com consumidores atingidos por maiores impostos trabalhistas e preços de gasolina, o que reduziu idas às lojas, levando a varejista também a reduzir suas metas de receita e lucro para o ano.

As vendas nas lojas abertas a pelo menos um ano caíram 0,3 por cento no Wal-Mart EUA, maior unidade da empresa. Analistas esperavam em média um ganho de 1 por cento, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita total subiu 2,4 por cento para 116,2 bilhões no segundo trimestre, abaixo da expectativa de 118,47 bilhões de dólares.

"O ambiente de varejo foi desafiador em todos os mercados", disse o presidente-executivo, Mike Duke em uma teleconferência.

O Wal-Mart agora espera vendas líquidas em alta de 2 a 3 por cento, ante expectativa anterior de alta de 5 a 6 por cento. A varejista também reduziu sua expectativa de lucro para 5,10 a 5,40 dólares por ação.

O Wal-Mart teve lucro de 4,07 bilhões de dólares, ou 1,24 dólar por ação, no segundo trimestre, comparados com 4,02 bilhões de dólares, ou 1,18 dólar por papel, um ano antes.

(Por Phil Wahba em Nova York)