Maersk eleva estimativa de vendas com salto no lucro com contêineres

sexta-feira, 16 de agosto de 2013 09:21 BRT
 

COPENHAGUE, 16 Ago (Reuters) - O grupo de petróleo e navegação dinamarquês A.P. Moller-Maersk teve uma queda no lucro menor que a esperada no segundo trimestre, ajudada por uma forte melhora na unidade de transporte de contêineres e por custos mais baixos.

A empresa, que opera a maior frota de contêineres do mundo, disse que o lucro líquido caiu 11 por cento para 856 milhões de dólares, contra uma expectativa de queda de 30 por cento para 667 milhões de dólares em uma pesquisa da Reuters.

O Lucros do segundo trimestre para a unidade de transporte Maersk Line, que gera menos da metade da receita do grupo, surpreendentemente subiu ajudado por custos mais baixos, incluindo menores custos de combustível.

A Maersk Line, cujos navios respondem por cerca de 15 por cento da capacidade de transporte de contêineres do mundo, teve lucro de 439 milhões de dólares, acima dos 227 milhões de dólares um ano antes e superando as previsões de ganhos de 99 milhões de dólares.

Espera-se agora que os resultados para a unidade fiquem significativamente acima do registrado em 2012, contra uma estimativa anterior de que os resultados apenas ficariam acima dos 461 milhões de dólares.

Porém, o grupo cortou sua perspectiva de crescimento da demanda para contêineres marítimos para uma faixa entre 2 e 3 por cento, ante 2 a 4 por cento anteriromente.

(Por Mette Fraende)