Cresce percentual de cheques devolvidos no Brasil em julho, diz Serasa

segunda-feira, 19 de agosto de 2013 11:31 BRT
 

SÃO PAULO, 19 Ago (Reuters) - O percentual de cheques devolvidos no Brasil em julho cresceu na comparação anual e mensal, indo na contramão da queda na inadimplência geral dos consumidores, informou nesta segunda-feira a empresa de avaliação de crédito Serasa Experian. No acumulado dos primeiros sete meses, o índice segue no maior patamar desde 2009.

A companhia afirmou que 2,03 por cento dos cheques compensados no país foram devolvidos pela segunda vez por falta de fundos em julho, crescendo sobre os 2 por cento de julho de 2012 e sobre o 1,94 por cento de junho.

O Estado com maior índice de devoluções em julho foi Roraima, com 11,73 dos cheques sem fundo. Amazonas está na outra ponta, com percentual de 1,45 por cento.

No acumulado de janeiro a julho, o índice de devoluções foi de 2,07 por cento, ou cerca de 10,14 milhões de cheques, segundo a Serasa. Um ano antes, o percentual havia sido de 2,06 por cento.

Na semana passada, a Serasa havia informado que a inadimplência do consumidor em julho tinha registrado a segunda queda mensal seguida em julho, em meio a uma atitude mais cautelosa na compra de novos bens e serviços.

Na ocasião, a empresa já havia alertado para aumento nos cheques sem fundo em julho, que ajudou a evitar que o índice de inadimplência caísse mais no mês passado.

(Por Alberto Alerigi Jr., com reportagem adicional de Guillermo Parra-Bernal)