Itália pressiona ações europeias por temores de crise no governo

segunda-feira, 19 de agosto de 2013 14:18 BRT
 

Por Francesco Canepa

LONDRES, 19 Ago (Reuters) - As ações italianas pressionaram as bolsas europeias nesta segunda-feira, uma vez que rumores de desentendimentos na coalizão do governo do país provocaram realização de lucros no índice que teve o melhor desempenho da região no último mês.

O italiano FTSE MIB caiu 2,5 por cento, uma vez que traders embolsaram os lucros da alta recente de 14 por cento no índice, depois de rumores de que o partido de centro-direita de Silvio Berlusconi pode retirar seu apoio fundamental ao governo, caso ele seja expulso do Senado após sua recente condenação por fraude fiscal.

O primeiro ministro, Enrico Letta, alertou no domingo que o colapso de seu governo poderia prejudicar a recuperação da economia na Itália, o que ajudou o FTSE MIB a superar os demais índices da região no mês passado.

O volume do FTSE MIB ficou em 126 por cento de sua média de 90 dias, em comparação com míseros 73 por cento do índice FTSEurofirst 300, que fechou em queda de 0,6 por cento, a 1.224 pontos.

"O mercado está apostando que teremos um surto de incertezas", afirmou o operador de opções da Qubed Derivatives Ugo De Pasquale.

"A Itália precisa de um governo de coalizão que permaneça no poder. É isso o que o mercado está nos dizendo".

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 0,53 por cento, a 6.465 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,31 por cento, para 8.366 pontos.   Continuação...