Fed quer que grandes bancos avaliem melhor as necessidades de capital

segunda-feira, 19 de agosto de 2013 16:23 BRT
 

WASHINGTON, 19 Ago (Reuters) - Grandes bancos precisam melhorar como calculam suas necessidades de capital resistir a crises no futuro, disse o Federal Reserve, banco central dos EUA, citando testes periódicos de reguladoras a respeito da saúde do setor.

O Fed disse em um documento divulgado nesta segunda-feira, que bancos participantes dos testes de estresse mostraram falhas em seu planejamento de capital, como a de mostrarem-se incapazes de mostrar se tinham considerado todos os riscos relevantes para os seus negócios.

"Grandes empresas bancárias melhoraram consideravelmente seu planejamento de capital nos últimos anos, mas há mais trabalho a fazer", disse o Fed.

O testes de estresse nos bancos viraram um peça-chave para reguladoras monitorarem a saúde financeira do sistema após a crise de 2007-09. Os testes determinam se os grandes bancos estão mantendo níveis de capital adequados e como reagiriam a um possível choque no mercado.

O Fed também usa os testes para decidir se os bancos podem recomprar ações ou pagar dividendos a acionistas. Há na indústria financeira quem reclame que o banco central americano não tem sido transparente o suficiente sobre o assunto.

Na rodada de testes do mês de março, o Fed reprimiu JPMorgan Chase e Goldman Sachs, baseado em preocupações 'qualitativas' sobre planejamento de capital, mesmo com reguladores afirmando que as taxas desses bancos foram aceitáveis.

O Fed aprovou planos de capital de 14 outras companhias, incluindo Citigroup e Bank of America, sem restrições. Entretanto, o Fed afirmou nesta segunda-feira que todos os bancos precisavam melhorar seu planejamento em alguns sentidos.

Reguladores disseram que a próxima seqüencia de testes começa nos próximos meses. As 18 firmas que participaram nesse ano, mais 12 bancos com mais de 50 bilhões de dólares em ativos, serão incluidas, disse o Fed.

(Reportagem por Emily Stephenson)