Minerva vê receita maior com aumento de abates e dólar favorável

terça-feira, 20 de agosto de 2013 18:43 BRT
 

Por Fabíola Gomes

SÃO PAULO, 20 Ago (Reuters) - O abate de bovinos no Brasil, maior exportador global de carne bovina, deve crescer 11 por cento em 2013 e atingir um recorde, com o câmbio estimulando negócios para exportação e um forte mercado interno, o que deverá elevar receitas de empresas do setor como a Minerva Foods, disseram executivos da companhia.

"Vemos 15 por cento de crescimento no faturamento ante 2012, isso com maior compra de carne de terceiros e aumento de abate", disse o diretor-presidente da Minerva, Fernando Galletti de Queiroz, em entrevista a jornalistas em Barretos, no interior de São Paulo.

A Minerva Foods é a segunda maior exportadora de carne bovina do país atrás da gigante JBS, maior produtor global de carnes.

A receita bruta da Minerva, terceira produtora de carne bovina, atrás de JBS e Marfrig, foi de 4,65 bilhões de reais em 2012.

Cerca de cerca de dois terços do faturamento da Minerva --com oito unidades industriais no Brasil, uma no Paraguai e outra no Uruguai-- vem das vendas externas.

O presidente da Minerva Foods acrescentou que a companhia vem se beneficiando de um dólar forte, que torna o produto brasileiro mais competitivo.

"Com um dólar a 2,40 real, o nosso boi custa metade do que nos EUA... Estamos muito competitivos, e em todos os mercados", disse o presidente.

O dólar está sendo negociado nos maiores valores em mais de quatro anos atualmente.   Continuação...

 
Funcionário empacota carne em abatedouro em Promissão, 500 quilômetros a noroeste de São Paulo. 7/10/2011 REUTERS/Paulo Whitaker