Índices dos EUA recuam depois de ata do Fed com poucas novidades

quarta-feira, 21 de agosto de 2013 18:12 BRT
 

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK, 21 Ago (Reuters) - As bolsas norte-americanas fecharam em queda nesta quarta-feira, em dia de grande volatilidade, depois que a ata da reunião de política monetária do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, deu poucas pistas sobre um prazo para a redução de seu programa de compra de títulos.

O índice Dow Jones caiu 0,7 por cento, a 14.897 pontos. O Standard&Poors 500 recuou 0,58 por cento, para 1.642 pontos. Já o Nasdaq Composite teve queda de 0,38 por cento, para 3.599 pontos.

A ata da reunião do Fed mostrou que quase todos os integrantes do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) concordam que uma mudança no estímulo ainda não é apropriada, e apenas alguns acreditam que o momento para "diminuir um pouco" o ritmo do estímulo virá em breve.

"A ata não nos disse muito. Ela disse que, como todo mundo, o Fed está confuso e não está recebendo sinais claros sobre a economia", disse o vice-presidente de investimentos do Wells Fargo Private Bank, Erik Davidson.

A divulgação da ata nesta tarde deixou as bolsas de valores voláteis, com os principais índices acionários flutuando entre as mínimas e as máximas do dia nas últimas horas do pregão.

A volatilidade foi exacerbada pelo baixo volume, com cerca de 5,58 bilhões de ações negociadas na New York Stock Exchange, na NYSE MKT e na Nasdaq, abaixo da média diária de 6,31 bilhões de dólares.

Os yields (rendimentos) da nota de 10 anos do Tesouro dos Estados Unidos avançaram após a divulgação do documento e chegaram a subir 2,89 por cento.

Participantes do mercado têm adotado uma postura cautelosa recentemente, com o S&P 500 recuando em cinco das últimas seis sessões em meio a incertezas sobre quando o Fed começará a reduzir seu programa de estímulo de 85 bilhões de dólares mensais.

"É apenas uma questão de em que medida vão tirar o pé do acelerador. Não há dúvida de que eles não vão pisar no freio", disse Davidson.