Ministério da Agricultura anuncia 5º leilão para apoiar preço do milho

quarta-feira, 21 de agosto de 2013 19:25 BRT
 

SÃO PAULO, 21 Ago (Reuters) - O governo federal fará novo leilão de prêmio para a comercialização de 1,5 milhão de toneladas de milho na próxima semana, para garantir o preço mínimo previsto no plano agrícola, informou o Ministério da Agricultura em comunicado nesta quarta-feira.

A operação, antecipada pela Reuters na terça-feira, acontece depois de ter sido registrada forte demanda no leilão da véspera.

O leilão de prêmio equalizador pago ao produtor rural (Pepro), previsto para o dia 27 de agosto, será o quinto desta temporada, em meio à grande safra de milho que pressiona as cotações cereal. Do total de 1,5 milhão de toneladas de milho que serão comercializadas, 1,3 milhão de toneladas serão para Mato Grosso, 100 mil toneladas para Goiás e mais 100 mil toneladas para Mato Grosso do Sul.

Nos quatro leilões de Pepro realizados até agoira no ano foram comercializadas um total de 4,83 milhões de toneladas, com um custo de 264 milhões de reais até o momento.

O governo anunciou a realização de leilões com a igualização de até 700 milhões de reais para apoiar o mercado de milho.

O leilão de Perco da terça-feira, o quarto desta temporada, ofereceu apoio para 1,5 milhão de toneladas do cereal. Todo o volume ofertado em Mato Grosso (1,3 milhão de toneladas) foi arrematado.

O Perco é um prêmio pago ao produtor rural ou à cooperativa, permitindo completar a diferença entre o preço obtido no mercado e o mínimo estabelecido pelo governo.

O valor mínimo em Mato Grosso é de 13,02 reais por saca de 60 kg. Nas últimas semanas, a saca tem sido negociada entre 9 e 11 reais no norte do Estado, segundo levantamento de consultorias.

"O governo está acompanhando a demanda dos produtores que precisam das alternativas oferecidas pelo governo, como o leilão de Perco de milho, para que possam vender o grão", disse o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, em comunicado.

(Por Fabíola Gomes)