Ações asiáticas recuam após ata do Fed, China oferece esperança

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 08:20 BRT
 

Por Wayne Cole

SYDNEY, 22 Ago (Reuters) - As ações asiáticas foram pressionadas nesta quinta-feira, à medida que uma alta nos yields de títulos dos Estados Unidos aumentou os custos de empréstimo globalmente, e até mesmo os inesperados e fortes dados da China não foram capazes de aliviar a tensão.

Os mercados emergentes novamente sofreram o impacto das vendas, visto que muitos chegaram a depender de dólares baratos para impulsionar a demanda doméstica e financiar os déficits de conta corrente.

Às 8h11 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,5 por cento, após recuar 1,1 por cento durante o pregão, mínima em seis semanas.

O índice japonês Nikkei registrou perda um pouco menor do que o resto, com queda de 0,44 por cento, enquanto a bolsa de Xangai recuou 0,28 por cento, graças à leitura otimista da indústria da China.

Por trás da saída de fundos estava a ata da reunião de política de julho do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, que mostrou que o banco ainda está a caminho de começar a reduzir o estímulo a partir do próximo mês.

Isso fez com que os yields de 10 anos de Treasuries dos Estados Unidos chegassem a atingir 2,93 por cento, máxima atingida pela última vez em julho de 2011.