Bovespa sobe 2% com sinais de melhora da economia global

quinta-feira, 22 de agosto de 2013 17:46 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 22 Ago (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em alta de quase 2 por cento nesta quinta-feira, impulsionado por números positivos da China, evidências de estabilização da economia global e pelo avanço dos papéis da Petrobras, em meio a expectativa de reajuste dos preços dos combustíveis.

Após duas sessões em queda, o Ibovespa avançou 1,97 por cento, a 51.397 pontos, acompanhando a valorização das bolsas norte-americanas e europeias. O giro financeiro foi de 8,8 bilhões de reais.

A bolsa se beneficiou de dados da pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) mostrando que os esforços da China para interromper a desaceleração do crescimento econômico podem estar dando certo.

O PMI preliminar do HSBC para a indústria da China, importante parceiro comercial do Brasil, subiu em agosto para 50,1, seu maior nível em quatro meses, contra 47,7 em julho.

"É mais um dado positivo da China. É um respiro, um indicador de que a economia vai crescer nos próximos meses", afirmou o estrategista-chefe da SLW Corretora, Pedro Galdi.

A aceleração neste mês da atividade empresarial na zona do euro em um ritmo mais rápido que o esperado e o crescimento da atividade industrial dos Estados Unidos em agosto para a máxima em cinco meses também contribuíram para um clima mais favorável entre investidores.

Os papéis das exportadoras Vale, CSN e Gerdau reagiram favoravelmente à somatória de bons indicadores, mas o humor mais positivo do mercado contribui também para a alta das ações mais ligadas à economia doméstica, como MRV, B2W e Natura.

Os papéis da Petrobras foram destaque de alta durante todo o pregão, favorecidos por notícias de que o governo federal teria decidido elevar novamente os preços da gasolina e do óleo diesel neste ano.   Continuação...