Preços do açúcar seguirão pressionados, mas não devem cair muito--ISO

segunda-feira, 26 de agosto de 2013 12:42 BRT
 

NUSA DUA, Indonésia, 26 Ago (Reuters) - Um excedente global de açúcar deve manter os preços pressionados no futuro próximo, embora seja pouco provável que a commodity seja negociada abaixo de 15 centavos de dólar por libra-peso, disse um representante da Organização Internacional do Açúcar (ISO, na sigla em inglês) nesta segunda-feira.

O contrato referência do açúcar negociado em NY despencou para uma mínima de 3 anos de 15,93 centavos por libra em julho por perspectivas de uma enorme safra no Brasil. Apesar das perspectivas para o maior produtor mundial terem recuado desde então, as expectativas ainda são de uma produção recorde.

Nesta segunda-feira o contrato outubro do açúcar era negociado em leve alta, próximo de 16,55 centavos por libra-peso em Nova York.

"Há uma pressão baixista sobre os preços, pelo menos até que possamos ver como esta safra 2013/14 vai se desenrolar. (Mas) pessoalmente eu não acho que os preços vão recuar para abaixo de 15 centavos", disse o diretor-executivo da ISO, Peter Baron, à Reuters nos bastidores de uma conferência da indústria.

Outras fontes no evento na ilha indonésia de Bali disseram que os preços baixos podiam levar importantes produtores a reduzir seu fornecimento ou conter suas vendas, ligeiramente diminuindo a força da queda dos preços.

Alguma demanda também deve ajudar a conter as perdas nos preços.

As importações de açúcar bruto da Indonésia podem mais que dobrar para 5,4 milhões de toneladas em 2013 ante 2,5 milhões de toneladas no ano passado após fortes chuvas prejudicarem a produção doméstica e devido à expansão do consumo e ao crescimento populacional.

(Reportagem de Lewa Pardomuan)