26 de Agosto de 2013 / às 21:16 / 4 anos atrás

Wall St recua após Kerry acusar Síria sobre armas químicas

Por Angela Moon

NOVA YORK, 26 Ago (Reuters) - As ações nos Estados Unidos fecharam em queda nesta segunda-feira, passando ao vermelho na última hora do pregão, após o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, afirmar que todos os países devem se unir para esclarecer as responsabilidades pelo uso de armas químicas na Síria.

O índice Dow Jones recuou 0,43 por cento, para 14.946 pontos. O Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,40 por cento, para 1.656 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq fechou praticamente estável, com variação negativa de 0,01 por cento, a 3.657 pontos.

Em uma forte reação às palavras impetuosas de Kerry contra a Síria, os principais índices acionários dos EUA anularam ganhos vistos durante quase todo o dia e passaram ao vermelho na última hora do pregão.

As ações avançaram durante a maior parte da sessão, com dados fracos sobre encomendas de bens duráveis nos EUA aliviando preocupações de investidores com uma redução do estímulo econômico pelo Federal Reserve.

"A reversão (nas ações) provavelmente é uma reação às declarações do secretário de Estado... As preocupações geopolíticas estão crescendo", disse o economista-chefe de mercados do Rockwell Global Capital, Peter Cardillo.

Kerry disse nesta segunda-feira que a evidência de um imenso ataque químico mortal na semana passada é "inegável" e acusou o governo da Síria de tentar ocultá-lo, sinalizando que os EUA estão se aproximando de uma possível resposta militar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below