Nasdaq e NYSE divergem sobre causa de paralisação de negócios

terça-feira, 27 de agosto de 2013 10:52 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Reguladores norte-americanos pediram para Nasdaq OMX Group e NYSE Euronext apresentarem uma linha do tempo sobre a interrupção recente de três horas de negociação na Nasdaq, mas as operadoras de bolsas rivais não conseguiram chegar a um acordo sobre os detalhes, de acordo com várias fontes familiarizadas com a situação.

Cinco dias depois de uma falha que paralisou as ações listadas na Nasdaq durante três horas em todos os mercados dos Estados Unidos, Nasdaq e NYSE têm um entendimento diferente do que aconteceu antes e durante o apagão, com cada lado culpando o outro pela interrupção, segundo disseram fontes.

No centro da discórdia, está o papel desempenhado pelo Arca, mercado acionário eletrônico da NYSE. O apagão, que paralisou a negociação de cerca de 3.200 ações da Nasdaq, de empresas como Apple, Google e Facebook, foi precedido por problemas de conectividade entre o Arca e o Securities Information Processor (SIP), que é operado pela Nasdaq. O SIP consolida o preço das ações e realiza sua distribuição ao mercado.

O que não está claro é se o problema no SIP foi causado por erros no Arca ou por falhas técnicas no processador.

Por causa das repetidas tentativas de se conectar ao SIP, a memória do processador atingiu a capacidade máxima, seus servidores ficaram sobrecarregados e ele foi incapaz de reverter as operações para o backup de sistemas, disseram fontes próximas à Nasdaq.

Já as pessoas próximas à NYSE sustentaram que o Arca teve dificuldades para se conectar ao SIP, mas tais problemas de conexão entre as bolsas seriam de rotina. Então, se o problema causou o desligamento do SIP, ele só teria exposto uma falha nos sistemas da Nasdaq, afirmaram.

A incapacidade das duas maiores bolsas dos EUA de chegar a um entendimento comum sobre o que causou uma das piores perturbações recentes do mercado ressalta a complexidade do mercado altamente fragmentado e a dificuldade de prevenir falhas futuras.

Isso pode danificar ainda mais a confiança dos investidores nos mercados, que foi afetada por uma sucessão de falhas técnicas nos últimos anos.

Muito está em jogo para as duas operadoras. Nasdaq e NYSE competem ferozmente para atrair empresas para serem listadas em suas bolsas, com grandes estreias no mercado funcionando como vitrines para as companhias.