Ações asiáticas recuam para mínima em 7 semanas por temor com Síria

quarta-feira, 28 de agosto de 2013 07:57 BRT
 

Por Dominic Lau

TÓQUIO, 28 Ago (Reuters) - O nervosismo devido a um possível ataque militar liderado pelos Estados Unidos contra o governo sírio levou as ações asiáticas para uma mínima de sete semanas nesta quarta-feira.

Uma forte determinação em evitar o risco também aumentou o apelo do iene, que chegou perto da máxima em uma semana contra o dólar e o euro depois de ter registrado o maior rali em mais de dois meses.

Esse ambiente fez as moedas de mercados emergentes ampliarem suas fortes vendas, com a rúpia indiana e a lira turca atingindo mínimas recordes, no momento em que investidores estavam se afastando antes de uma esperada redução no estímulo fornecido pelo banco central dos Estados Unidos, possivelmente já no próximo mês.

Às 7h51 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 1,13 por cento, tendo atingindo o menor nível desde 9 de julho e ampliando a queda de 1,2 por cento da sessão anterior.

As grandes movimentações no mercado aconteceram depois que Washington e seus aliados mostraram estar se preparando para uma provável ação militar contra as forças do presidente Bashar al-Assad, considerado culpado pelos ataques com armas químicas na semana passada.

O japonês Nikkei fechou em queda de 1,51 por cento, depois de ter caído 2,6 por cento para uma mínima de dois meses.