Fiat estende dispensas temporárias em Mirafiori, dizem fontes

quarta-feira, 28 de agosto de 2013 14:50 BRT
 

MILÃO, 28 Ago (Reuters) - A montadora italiana Fiat pedirá aos trabalhadores em sua maior fábrica na Itália que reduzam horas de trabalho por mais 12 meses, depois que um esquema de dispensa temporária expirar no final de setembro, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto, na quarta-feira.

Atualmente, os trabalhadores da fábrica de Mirafiori vão à fábrica três dias por mês para fabricar o Alfa Romeo MiTo.

"No final de setembro, as dispensas na fábrica de Mirafiori expiram, e o assunto terá de ser tratado", disse uma fonte sindical. "As dispensas são suscetíveis de serem renovadas por mais 12 meses".

Outra fonte sindical confirmou que as demissões serão renovadas por mais um ano.

A Fiat se recusou a comentar.

O presidente-executivo da Fiat Sergio Marchionne disse em fevereiro que ele quer construir o novo Alfa Romeo e o Maserati em Mirafiori, onde 5.500 trabalhadores estão dispensados à espera de uma recuperação no mercado de automóveis da Europa.

(Reportagem de Stefano Rebaudo)

 
Homem trabalha em fábrica da Fiat em Atessa, na Itália. A montadora italiana pedirá aos trabalhadores em sua maior fábrica na Itália que reduzam horas de trabalho por mais 12 meses, depois que um esquema de dispensa temporária expirar no final de setembro, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto, na quarta-feira. 09/07/2013 REUTERS/Remo Casilli