K+S vai cortar custos com esperada guerra de preços do potássio

sexta-feira, 30 de agosto de 2013 14:47 BRT
 

FRANKFURT, 30 Ago (Reuters) - A empresa alemã de potássio K+S vai intensificar os esforços para cortar custos ante a expectativa de preços mais baixos para os fertilizantes, disse seu presidente-executivo em uma carta vista pela Reuters na sexta-feira.

A russa Uralkali saiu de um dos dois grandes cartéis de potássio do mundo, no mês passado, anunciando uma guerra de preços para o nutriente usado na agricultura, que derrubou as ações das empresas produtoras.

"Atualmente, estamos presenciando uma restrição notável nos pedidos por parte dos nossos clientes, porque um novo nível de preços estável ainda não foi estabelecido. Mas é inegável que o mercado global de potássio está se preparando para preços mais baixos", disse o presidente-executivo da K+S, Norbert Steiner, na carta.

Todas as áreas de negócio terão de contribuir para os cortes, disse ele.

O grupo irá especificar as medidas e o potencial de redução de custos nas próximas semanas, disse um porta-voz da empresa.

Na carta, Steiner reafirmou o compromisso do grupo de mineração com seus planos de expansão no Canadá.

Alguns analistas têm dito recentemente que esperam o adiamento do plano de investimento de 3,9 bilhões de dólares da K+S em uma nova mina canadense, chamada Legacy.

(Reportagem de Ludwig Burger, Andreas Kroener e Christoph Steitz)