EUA afirmam que gás sarin foi usado em ataque na Síria

domingo, 1 de setembro de 2013 14:48 BRT
 

WASHINGTON, 1 Set (Reuters) - O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, disse neste domingo que testes provaram o uso do gás venoso sarin em ataque na Síria.

Kerry fez a revelação em uma série de entrevistas televisivas um dia após o presidente Barack Obama atrasar uma iminente ação militar na Síria para buscar o apoio do Congresso norte-americano --uma decisão que adia qualquer ataque por pelo menos 9 dias.

"Isso agora está completamente nas mãos do Congresso", disse o secretário ao canal CNN, acrescentando que tinha confiança de que a instituição "vai fazer o que é certo, pois eles entendem os riscos".

Kerry não quis dizer se Obama iria em frente ou não com a ação militar caso o Congresso rejeite o pedido do presidente. Mas repetindo os comentário de Obama no sábado, ele insistiu que o presidente tem o direito de agir por conta própria.

Obama afirmou no sábado ter decidido que o país deve adotar uma ação militar contra alvos do governo sírio, mas ressaltou que irá buscar a aprovação do Congresso norte-americano antes de fazê-lo.

Obama está fazendo uma aposta ao frear a ação militar, a qual já deixou claro ser necessária para manter a credibilidade dos EUA sobre a proteção de uma "linha vermelha" para o uso de armas químicas, limite que o presidente norte-americano diz ter sido cruzado pelas forças de Bashar al-Assad.

A medida, no entanto, reflete um desejo de dividir com o Congresso qualquer responsabilidade sobre a intervenção na guerra civil na Síria em um momento no qual os norte-americanos se mostram cansados de guerras como no Iraque e Afeganistão.

Enquanto legisladores ainda devem ser informados pela equipe de segurança nacional de Obama sobre a análise do governo para a ação militar, Kerry usou uma série de aparições em canais de televisão para fornecer mais evidências que corroboram as acusações contra o governo sírio.

"Eu posso compartilhar hoje com vocês que as amostras de sangue e cabelo que chegam até nós através de uma cadeia de custódia adequada, da região leste de Damasco, dos primeiros socorristas, testaram positivo para traços de sarin", disse Kerry à CNN.   Continuação...

 
Secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, discursa sobre a situação na Síria, em Washington. Kerry disse neste domingo que testes provaram o uso da arma química sarin em ataques na Síria. 30/08/2013 REUTERS/Larry Downing