Mais de 80 empresas mudam código de negociação de BDRs na Bovespa

segunda-feira, 2 de setembro de 2013 18:32 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 2 Set (Reuters) - Mais de 80 empresas alteraram nesta segunda-feira seus códigos de negociação dos Brazilian Depositary Receipts (BDRs) negociados no país, informou a BM&FBovespa.

A mudança dos códigos ocorre devido à migração dos BDR Nível 1 Não Patrocinados do mercado de balcão para o mercado de bolsa a partir de 30 de agosto, o que fez com que todos os BDRs (Níveis I, II e III, patrocinados e não patrocinados) tivessem seus códigos alterados, informou a BM&FBovespa.

Entre as empresas com BDRs Patrocinados que alteraram seus códigos a partir desta segunda-feira estão a GP Investments, de GPIV11 para GPIV33 ; Cosan, de CZLT11 para CZLT33 ; BTG Pactual, de BBTG12 para BBTG35 e de BBTG13 para BBTG36 ; Dufry, de DAGB11 para DAGB33 ; Laep, de MILK11 para MILK33; e Latam Airlines, de LATM11 para LATM33 .

Entre as empresas com BDRs Não Patrocinados que alteraram seus códigos estão a Apple, de para; Arcelor, de ARMT11B para ARMT34; Avon, de AVON11B para AVON34; Boeing, de BOEI11B para BOEI34, entre outras.

Os BDRs são certificados de depósito, emitidos e negociados no Brasil, com lastro em valores mobiliários de emissão de companhias estrangeiras.

Os BDRs patrocinados são emitidos por uma instituição depositária contratada pela companhia estrangeira e podem ser classificados como Nível I, Nível II ou Nível III.

Já os BDRs não patrocinados são emitidos por uma instituição depositária, sem envolvimento da companhia estrangeira emissora dos valores mobiliários, e só podem ser classificados como Nível I.

(Redação Rio de Janeiro)