Atividade industrial dos EUA desacelera em agosto--PMI

terça-feira, 3 de setembro de 2013 10:20 BRT
 

NOVA YORK, 3 Set (Reuters) - A atividade industrial desacelerou em agosto uma vez que a produção cresceu no ritmo mais lento em 10 meses, mas a demanda ganhou força e os estoques diminuíram, sugerindo que o crescimento pode em breve acelerar, mostrou a pesquisa Índice dos Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês) nesta terça-feira.

O PMI final do Markit sobre a indústria dos EUA caiu para 53,1, abaixo da leitura de 53,7 em junho e da leitura preliminar de agosto de 53,9.

A produção caiu para 52,5 ante 54,8 em julho, marcando o ritmo mais lento de crescimento desde outubro de 2012. As empresas admitiram mais funcionários pelo segundo mês seguido, embora o ritmo de contratações tenha ficado pouco alterado ante julho.

As novas encomendas, entretanto, aumentaram para 55,7, marcando o ritmo mais rápido de crescimento em sete meses. O subíndice havia ficado em 55,5 em julho. As exportações continuaram a crescer, embora em ritmo levemente mais lento.

"Ao mesmo tempo, os estoques de bens acabados mostraram a maior queda desde 2009 uma vez que algumas empresas divulgaram que a demanda superou a produção", disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson. "As fábricas precisarão aumentar a produção para substituir os estoques reduzidos diante deste crescimento de encomendas".

Entretanto, a pesquisa em geral "ainda é consistente com crescimento bem modesto da produção industrial e das contratações, sugerindo que as autoridades permanecerão tensas quanto à atual fragilidade da economia", acrescentou.

(Reportagem de Steven C. Johnson)