Transmissoras têm obrigação de manter limpa faixa sob linhas, diz Aneel

terça-feira, 3 de setembro de 2013 15:24 BRT
 

BRASÍLIA, 3 Set (Reuters) - O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que as transmissoras de energia têm obrigação de manter limpas as áreas de vegetação sob linhas de transmissão, e que há indícios de infração de responsabilidades das empresas na ocorrência que levou ao blecaute no Nordeste na semana passada.

"Tem todos os indícios de que houve infração (das empresas)", disse o diretor Romeu Rufino a jornalistas nesta terça-feira, ao acrescentar que as investigações ainda estão em curso.

Na quarta-feira passada, queimadas teriam levado ao desligamento de duas linhas de transmissão do Piauí, uma da Ienne, empresa controlada pela espanhola Isolux, e outra da Taesa, controlada pela Cemig, provocando o corte de energia que atingiu áreas em toda a região Nordeste.

O diretor da Aneel reforçou que a fiscalização apurou que nos dois locais onde houve o problema, a vegetação estava maior do que o desejado, como a própria Aneel já havia informado na segunda-feira, por meio de nota.

Segundo Rufino, se for constatada culpa das empresas na ocorrência, elas estariam sujeitas a multa de até 2 por cento de seu faturamento anual, de acordo com a legislação em vigor.

Rufino disse ainda que o governo já está certo de que um incêndio causou os curtos-circuitos que desligaram as duas linhas de transmissão, mas ainda não sabe o que causou o fogo.

"O Ibama é que vai apurar o que causou o incêndio", disse Rufino a jornalistas.

(Reportagem de Nestor Rabello)