ENTREVISTA-Brasil espera ainda em 2013 aval da China para exportar milho

terça-feira, 3 de setembro de 2013 18:43 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO, 3 Set (Reuters) - A liberação chinesa para importação de milho brasileiro deve sair ainda este ano, permitindo embarques do cereal já na safra 2013/14, disse nesta terça-feira um alto funcionário do Ministério da Agricultura do Brasil.

"O processo é burocrático, demorado, porque envolve informações e questionários, preenchimento em mandarim, com descrição de doenças existentes no Brasil... A nossa expectativa é que isso se resolva ainda esse ano", disse à Reuters o diretor do Departamento de Assuntos Comerciais, da Secretaria de Relações Internacionais do ministério, Benedito Rosa.

A China passou de exportadora a importadora de milho há poucos anos e os volumes adquiridos no exterior têm crescido anualmente.

Na safra 2012/13 o país asiático importou 3 milhões de toneladas, volume que deverá saltar para 7 milhões em 2013/14, de acordo com estimativas do Departamento de Agricultura dos EUA.

Por outro lado, o Brasil elevou sua produção de milho em 60 por cento nos últimos 10 anos, atingindo um recorde de cerca de 80 milhões de toneladas em 2012/13. Com uma oferta doméstica tão abundante, é consenso no mercado que o Brasil precisa elevar exportações.

"Para 2013/14, tudo indica que já estaremos colocando milho no mercado chinês", estimou Rosa. "Mas no curto prazo não creio que serão volumes expressivos."

Praticamente toda a importação chinesa de milho tem origem nos EUA e a avaliação do diretor do Ministério da Agricultura é que levará um tempo até que empresas brasileiras tenham uma relação tão próxima quanto a que as exportadoras norte-americanas têm com os chineses.

O Brasil exportou um recorde de praticamente 20 milhões de toneladas de milho ao longo de 2012, na esteira de uma quebra de safra nos EUA, maior fornecedor mundial.   Continuação...