Ryanair alerta para pressão no lucro por queda nas reservas

quarta-feira, 4 de setembro de 2013 07:31 BRT
 

DUBLIN, 4 Set (Reuters) - A Ryanair, maior empresa aérea de baixo custo da Europa, pode ter lucro abaixo de sua meta anual após uma queda nas reservas, disse a companhia nesta quarta-feira, culpando o aumento da competição e um recuo no valor da libra.

As ações do grupo irlandês, que apresentou lucros acima das expectativas nos últimos anos, caíram até 15 por cento para o menor nível em cinco meses, arrastando outras empresas aéreas.

Às 07h27 (horário de Brasília), a ação recuava 13,11 por cento.

Empresas aéreas em toda a Europa enfrentam economias mais fracas, maiores preços de combustível e altos custos nas renovações nas frotas.

Embora a Ryanair tenha se saído melhor que outras devido ao seu foco em preços baixos, a companhia enfrenta competição de outras empresas aéreas que procuram ganhar espaço no segmento de baixo custo.

A companhia irlandesa disse que notou uma "queda perceptível" nos yields (tarifa média por quilômetro) para setembro, outubro e novembro, e citou um aumento na competição na Grã-Bretanha, Escandinávia, Espanha e Irlanda.

Além disso, a empresa afirmou que a austeridade em toda a Europa e o enfraquecimento da moeda britânica estão prejudicando a demanda. A Ryanair deve cerca de um quarto das suas receitas à Grã-Bretanha.

Como resultado, o grupo disse que o lucro líquido para o ano fiscal com encerramento em março de 2014 irá provavelmente ficar na menor ponta de sua estimativa de 570 a 600 milhões de euros.

(Por Conor Humphries)