Vendas de imóveis novos na cidade de SP caem 0,9% em julho--Secovi

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 07:45 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As vendas de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo em julho atingiram 1.674 unidades, queda de 0,9 por cento na comparação anual, informou nesta quinta-feira o Secovi-SP, sindicato da habitação na capital paulista.

Já em relação a junho, o recuo foi de 56,8 por cento, de acordo com a Pesquisa Secovi-SP do Mercado Imobiliário. Segundo a instituição, o mercado "se comportou de forma típica para um período de baixa sazonal".

A oferta final acumulada em julho foi de 16.940 moradias, contra 17.255 de junho e 20.488 em dezembro de 2012, acrescentou o Secovi.

"Os resultados observados no primeiro semestre e as perspectivas para a segunda metade do ano, de desempenho do mercado muito próximo ao de 2012, permitem apostar em um crescimento de 30 por cento nas vendas para 2013", disse em nota o presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes.

No acumulado do ano até junho, as vendas de imóveis residenciais novos em São Paulo tinham tido aumento de 46 por cento nas unidades vendidas.

No acumulado até julho, comparado com a mesma etapa de 2012, o ritmo de crescimento diminuiu para 40,3 por cento, em um total de 19.174 unidades. No período, houve avanço de 54,6 por cento do Valor Geral de Vendas (VGV), de 11,56 bilhões de reais.

Considerando apenas julho, o VGV foi de 857,9 milhões de reais, queda de 6,3 por cento ante julho de 2012.

Já o indicador de vendas sobre a oferta (VSO) atingiram 65,5 por cento no período de 12 meses encerrado em julho, ante 64,9 por cento em junho.

LANÇAMENTOS   Continuação...