Boeing eleva previsão de demanda por aviões da China

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 10:06 BRT
 

PEQUIM, 5 Set (Reuters) - A Boeing disse esperar que a China precise de mais de 5.500 aviões nos próximos 20 anos, um aumento de 6 por cento sobre a estimativa feita no ano passado para as próximas duas décadas, citando aumento na demanda por aviões de um corredor e jatos menores em meio a um aumento nas viagens na região Ásia/Pacífico.

A China, segundo maior mercado do mundo para aviões atualmente, é importante para a estratégia global de longo prazo da Boeing e a empresa disse que sua estimativa de 5.580 aviões avaliados em 780 bilhões de dólares representa o triplo da frota chinesa.

"O turismo na China e dentro da Ásia irá ajudar a impulsionar a demanda", disse Randy Tinseth, vice-presidente de marketing da Boeing Commercial Airplanes, acrescentando que o país irá tomar a lideranca dos Estados Unidos como maior mercado de aviões até 2032.

"Esperamos que os mercados internacionais cresçam mais rápido do que os mercados domésticos e esperamos que as empresas aéreas chinesas irão elevar a participação de mercado."

A Boeing disse que o tráfego aéreo na China deve crescer 7 por cento ao ano, impulsionado por um aumento anual de 7,2 por cento em rotas de longa distância para e a partir da China, acima da expectativa global de crescimento de 5 por cento.

Tinseth disse também que espera que as entregas totais na China para aviões de corredor único alcancem 3.900 durante o período.

(Por Fang Yan e Matthew Miller)