BCE está pronto para conter taxas injustificadas do mercado monetário

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 11:35 BRT
 

Por Sakari Suoninen e Eva Taylor

FRANKFURT, 5 Set (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) afirmou nesta quinta-feira que está preparado para reduzir as taxas de juros ou injetar mais dinheiro na economia da zona do euro caso seja necessário para diminuir as taxas do mercado monetário e ajudar a recuperação econômica da região.

O BCE manteve sua principal taxa de juros em 0,5 por cento, como era esperado por todos os 60 economistas que participaram de pesquisa da Reuters.

O banco também manteve sua taxa de depósito em zero e a taxa de empréstimo em 1 por cento.

Mas o presidente do BCE, Mario Draghi, disse que o Conselho Diretor de fato discutiu uma possível redução dos juros em sua reunião mensal, em parte devido à preocupação quanto às taxas do mercado monetário e à natureza incerta "ainda inicial" da recuperação.

"Se as evoluções do mercado monetário forem julgadas como injustificadas em relação ao seu impacto em nossa avaliação da inflação de médio prazo, então um instrumento desse tipo deve ser avaliado", disse ele em entrevista à imprensa.

Um comunicado do BCE informou que o banco permanecerá "particularmente atento" às implicações da redução do excesso de liquidez na zona do euro em sua postura de política monetária.

O BCE reduziu sua projeção de crescimento da zona do euro para o próximo ano para 1 por cento, ante 1,1 por cento na estimativa de junho, e informou que a economia da região de 17 países terá contração de 0,4 por cento neste ano, menos que o 0,6 por cento previsto há três meses.

Draghi reiterou o compromisso do banco central de manter as taxas de juros baixas por período prolongado.   Continuação...