Hyundai chega a acordo salarial provisório na Coreia do Sul

quinta-feira, 5 de setembro de 2013 12:05 BRT
 

SEUL, 5 Set (Reuters) - A Hyundai chegou a um acordo salarial provisório com seu sindicato sul-coreano, afirmou um porta-voz do sindicato nesta quinta-feira.

Se os membros do sindicato aprovarem o acordo na votação de segunda-feira, a Hyundai, que junto com a subsidiária Kia Motors responde pelo posto de quinta maior montadora do mundo, deve evitar novas perdas de produção.

A Hyundai havia sofrido uma série de paralisações desde o dia 20 de agosto, que a impediram de fabricar 50.191 veículos no valor de 1,02 trilhão de wons, embora a empresa tenha recuperado perdas de produção com horas extras e trabalho nos finais de semana.

O recente acordo incluiu bônus e vários incentivos que totalizam 8,5 milhões de wons (7.800 dólares), além de pagamentos extraordinários equivalentes a cinco vezes o salário-base mensal e um aumento de 5,14 por cento nos salários básicos, disse um porta-voz do sindicato.

A empresa rejeitou a demanda do sindicato de medalhas de ouro de 56,25 gramas --com valor de cerca de 2.400 dólares, a preços de hoje--, e bônus de dois meses de salário para aqueles com mais de 40 anos de serviços contínuos à montadora, bem como 10 milhões de wons para cada trabalhador cujos filhos optarem por não cursar a faculdade, disse o porta-voz do sindicato.

Ao invés disso, aqueles que se aposentarem depois de 40 anos vão receber 6 milhões de wons.

"O sindicato da Hyundai mostrou uma atitude madura durante as conversações, com a retirada de exigências despropositadas em função das críticas públicas e preocupações", disse a empresa em um comunicado.

(Por Hyunjoo Jin)