Conselho da Ford está aberto à saída antecipada de presidente

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 09:11 BRT
 

DETROIT, Estados Unidos, 6 Set (Reuters) - O presidente-executivo da Ford, Alan Mulally, responsável pela condução de uma mudança de cultura que ajudou a salvar a segunda maior montadora de veículos dos Estados Unidos, pode deixar a empresa mais cedo que o esperado, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

Sob um plano de sucessão delineado no fim do ano passado, Mulally, de 68 anos, permaneceria no cargo até pelo menos o final de 2014. Mas agora o conselho de administração da Ford está aberto a uma saída antecipada, com o executivo explorando outras possibilidades profissionais, disseram duas pessoas familiarizadas com o pensamento do conselho.

Essa mudança reforça a crescente confiança do conselho na capacidade da equipe executiva de evitar os erros que levaram a Ford à beira do colapso antes de Mulally ser contratado, em 2006.

Ao executivo é creditada a criação de um ambiente mais aberto e colaborativo, que permitiu que os problemas fossem resolvidos mais rapidamente na empresa. Mulally fez com que a Ford tomasse um empréstimo de 23 bilhões de dólares e instituiu um plano, apelidado de "One Ford", para simplificar e unificar o desenvolvimento de produtos.

Como resultado, a montadora foi capaz de evitar a falência e os socorros federais dos Estados Unidos que foram necessários para suas concorrentes General Motors e Chrysler, em 2009.

O conselho da montadora também é receptivo ao vice-presidente de operações, Mark Fields, um veterano com 24 anos de Ford, que deve ser o próximo presidente-executivo da montadora, de acordo com as fontes.

Sob estas circunstâncias, o conselho está disposto a deixar Mulally determinar o momento de sua potencial saída, disseram as fontes. Mulally está considerando outra posição de alto nível, afirmaram as fontes, acrescentando que ele chegara a discutir um papel na administração Obama.

O nome de Mulally também foi lançado como um possível sucessor para o presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, que disse no final de agosto que iria se aposentar dentro de um ano.

Quando perguntado sobre seus planos, Mulally respondeu em um email à Reuters que está "absolutamente focado em servir a Ford".