OGX exige recursos de Eike, mas há dúvidas sobre aporte

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 15:59 BRT
 

Por Sabrina Lorenzi

RIO DE JANEIRO, 6 Set (Reuters) - A OGX exerceu a opção de cobrar 1 bilhão de dólares prometido pelo controlador Eike Batista, em decisão que não necessariamente garantirá à petroleira receber essa quantia, afirmaram duas fontes a par do assunto.

Sem recursos em caixa para manter suas atividades por muito tempo, a OGX divulgou fato relevante nesta sexta-feira informando que exerceu uma opção contra Eike acertada em outubro de 2012.

A diretoria da OGX vai propor uma reunião extraordinária do Conselho de Administração para a convocação de Assembleia Geral destinada a aprovar o imediato aumento de capital social no valor de 100 milhões de dólares. O restante do valor será solicitado conforme as necessidades de caixa da OGX.

A notícia motivava forte alta das ações da OGX na Bovespa, embora não haja certeza de que os recursos prometidos por Eike entrarão no caixa da petroleira, disseram as duas fontes à Reuters, sob condição de anonimato.

"Esta pergunta --se O Eike vai pagar ou não-- vale 1 bilhão de dólares", disse uma das fontes. "O que pode ser dito é que a administração da OGX tem suas obrigações (de exercer a opção contra o controlador). Ou faz ou renuncia", acrescentou.

Segundo as fontes, a diretoria da OGX pode ter tomado a decisão de exercer a opção contra Eike mesmo sem consultá-lo, independentemente da capacidade do empresário em honrar a injeção de capital na petroleira. Isso porque os executivos da empresa têm o compromisso legal em salvar a OGX e conseguir recursos para mantê-la.

Nenhuma das fontes, entretanto, descarta a possibilidade de Eike ter sido consultado previamente sobre o anúncio da OGX.

Procurada, a OGX disse que não comentará se Eike foi consultado sobre o exercício da opção pela empresa. O Grupo EBX não respondeu imediatamente a pedidos feitos pela Reuters sobre um posicionamento a respeito do assunto.   Continuação...

 
Foto de arquivo do empresário brasileiro Eike Batista, durante cerimônia no Rio de Janeiro. A petroleira OGX informou nesta sexta-feira que exerceu opção de "put", no valor de 1 bilhão de dólares, conforme havia sido acertado com Eike, acionista controlador, em outubro de 2012. 26/04/2012 REUTERS/Ricardo Moraes