CSeries da Bombardier completa testes de pista em alta velocidade

sexta-feira, 6 de setembro de 2013 20:06 BRT
 

TORONTO, 6 Set (Reuters) - A nova aeronave CSeries, da Bombardier, completou nesta sexta-feira testes de pista em alta velocidade, elevando as expectativas aproximando-se de seu voo inaugural em cerca de uma semana.

A aeronave de 100 a 149 assentos é o primeiro avião de corpo estreito com novo desenho de sua categoria em década. É também a tentativa da Bombardier de penetrar em um mercado extremamente competitivo dominado pela Airbus e pela Boeing.

O segmento, também é disputado pela Embraer, que em junho já havia lançado a segunda geração dos aviões comerciais E-Jets, com encomendas potenciais de centenas de jatos estimadas em 18 bilhões de dólares, entrando num segmento que a rival canadense está apostando as CSeries.

A Bombardier divulgou nesta sexta-feira um vídeo do CSeries em um teste de pista em Mirabel, Quebec. O teste é o último dos principais testes de solo antes do primeiro voo.

Nos testes de pista de alta velocidade, a aeronave deve ir até 120 nós e precisa ser conduzida em clima ótimo, boas condições de vento e uma pista seca, disse nesta sexta-feira a Bombardier no site de seu CSeries. A companhia planeja ainda mais alguns testes de pista e testes do equipamento de aterrisagem.

Fontes indicaram mais cedo nesta semana que o CSeries pode estar pronto para voar a partir deste fim de semana. As fontes falaram sob condição de anonimato porque não estão autorizadas a falar publicamente. Mas os testes finais de solo e de clima continuam sendo os maiores fatores para determinar o momento exato do primeiro voo.

A fabricante de trens e aviões baseada em Montreal disse que os jatos CSeries serão mais leves e mais eficientes do que outras aeronaves de sua classe, em termos de custo e combustível.

A companhia recusou-se repetidamente a comentar sobre a data do primeiro voo, que oferecerá sinais sobre se o novo avião cumprirá as promessas da Bombardier.

O primeiro voo, que foi adiado três vezes, será atentamente observado pela indústria. Companhias aéreas que pretendem comprar novos aviões estão esperando para ver se as promessas de eficiência da Bombardier provam-se verdadeiras, enquanto competidores acompanharão a performance do motor de nova geração da Pratt & Whitney. A Pratt é uma unidade da United Technologies.

Previsões meteorológicas no Canadá projetaram nesta sexta-feira clima ensolarado para domingo e segunda-feira em Mirabel, de onde o jato decolará.

(Reportagem de Solarina Ho)