Exportações da China superam expectativas e indicam estabilização

segunda-feira, 9 de setembro de 2013 07:50 BRT
 

PEQUIM, 9 Set (Reuters) - As exportações da China subiram mais do que o esperado em agosto, impulsionadas pela melhora da demanda pelos bens do país em importantes mercados e ampliando as evidências de que a segunda maior economia do mundo pode ter evitado uma forte desaceleração.

A Administração de Alfândega informou no domingo que as exportações subiram 7,2 por cento em agosto ante o ano anterior e que as importações subiram 7 por cento, deixando o país com um superávit comercial de 28,6 bilhões de dólares para o mês.

A expectativa de analistas em pesquisa da Reuters era de uma alta de 6 por cento das exportações e de 11,3 por cento nas importações, com um superávit comercial de 20 bilhões de dólares.

"A balança de agosto da China sustenta a tendência de alta vista desde julho, em linha com o ímpeto de aceleração do crescimento e melhora da confiança do mercado, indicando um viés de alta no crescimento do PIB do terceiro trimestre", escreveram os economistas do ANZ Liu Li-Gang e Zhou Hao em nota após os dados.

Após desacelerar em nove dos últimos 10 trimestres, a segunda maior economia do mundo tem mostrado sinais de estabilização no crescimento, com recuperações firmes no comércio em julho e pesquisas na semana passada mostrando retomada de ímpeto da indústria e expansão no setor de serviços para máxima em cinco meses.

Até pouco tempo atrás os investidores estavam preocupados se a economia da China estaria caindo em uma desaceleração mais profunda do que o esperado, especialmente após seu mercado de dinheiro ter sofrido um aperto de crédito sem precedentes em junho.

Mas autoridades interferiram com medidas para estabilizar a economia, desde investimentos em ferrovias e moradias públicas à adoção de políticas para ajudar empresas menores com necessidades financeiras.