Na contramão de NY, Ibovespa fecha em queda por OGX e MMX

terça-feira, 10 de setembro de 2013 19:36 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO, 10 Set (Reuters) - O principal índice da Bovespa teve queda nesta terça-feira, com alguns investidores realizando lucros após sete sessões em oito de alta e cedendo à pressão de OGX e MMX.

O Ibovespa recuou 0,50 por cento, a 53.979 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 8,7 bilhões de reais.

Descolado das bolsas dos Estados Unidos e da Europa, o índice anulou na parte da tarde ganhos registrados pela manhã, quando chegou a avançar quase 1 por cento em reação a dados favoráveis da China e ao menor temor de um ataque à Síria.

"O mercado ficou um pouco mais fraco no geral. Não há nenhum motivo específico, mas ele estava muito esticado, é mais uma realização do que qualquer outra coisa", afirmou o operador de renda variável Luiz Roberto Monteiro, da Renascença Corretora.

O Ibovespa encerrou a sessão da véspera acima dos 54 mil pontos, maior patamar em cerca de três meses.

Os papéis da MMX tiveram a maior queda percentual do índice, depois da mineradora afirmar que negocia a venda do controle do Porto Sudeste para as estrangeiras Trafigura e Mubadala por 400 milhões de dólares.

"Mesmo negociações desse tipo mostram que o caminho é o das pedras para todas as empresas do grupo", afirmou o analista-chefe da Corretora Magliano, Henrique Kleine. "Levando em conta o investimento feito no passado, o valor para a venda do porto é muito inferior. Os acionistas acabam tendo uma perda financeira", completou.

Em sentido contrário, o MMXM11, título de remuneração ligado aos royalties do porto por volume embarcado, foi favorecido pelo anúncio, tendo avançado 11,67 por cento.   Continuação...

 
Mulher bebe café em frente à bolsa de valores BM&FBovespa em São Paulo. O principal índice da Bovespa teve queda nesta terça-feira, com alguns investidores realizando lucros após sete sessões em oito de alta e cedendo à pressão de OGX e MMX. 18/02/2011 REUTERS/Nacho Doce