US Airways e AMR buscam maior prazo para fusão--relatório

quarta-feira, 11 de setembro de 2013 14:03 BRT
 

11 Set (Reuters) - A US Airways e a controladora da American Airlines, a AMR, disseram que pedirão aos seus conselhos uma prorrogação da data de conclusão da fusão, avaliada em 11 bilhões de dólares, por incertezas ligadas a uma ação judicial do governo, relatou o Wall Street Journal citando fontes.

O Departamento de Justiça entrou com uma ação em 13 de agosto para impedir o acordo, argumentando que a fusão violaria leis antitruste pois levaria ao encarecimento de passagens e taxas relacionadas.

O presidente-executivo da AMR, Tom Horton, e o da US Airways, Doug Parker, respondendo a perguntas dos membros do comitê de credores no caso da falência da AMR, disseram que queriam prorrogar o prazo, para o caso da fusão não receber a aprovação regulatória até 17 de dezembro.

A nova data não foi revelada.

As empresas declararam que o acordo é crítico para a American Airlines, cuja controladora, a AMR Corp, está operando sob a lei de proteção contra fal6encia desde o final de 2011.

A US Airways argumentou que o acordo era lícito e deveria ter a permissão de continuar, em um documento na noite de terça-feira.

(Por Tanya Agrawal em Bangalore)