Embraer consegue adesão de 54% na primeira fase de operação de troca de dívida

quinta-feira, 12 de setembro de 2013 22:05 BRT
 

12 Set (Reuters) - A Embraer anunciou nesta quinta-feira que a adesão na fase de participação antecipada da operação de troca de dívida antiga, com vencimento em 2017 e 2020, por um novo título, com vencimento em 2023, atingiu 54 por cento do total de 880 milhões de dólares que poderão ser trocados.

Segundo a fabricante de aeronaves, 144 milhões de dólares em títulos com vencimento em 2017 e taxa de juros de 6,375 por cento, e 331,5 milhões de dólares em títulos com vencimento em 2020, também com juro de 6,375 por cento, serão trocados por um novo título com vencimento em 2023 e juros de 5,696 por cento ao ano

A Embraer informou que espera emitir cerca de 532 milhões de dólares em novas notas. O preço total da troca para os títulos com vencimento em 2017 é de 1.120,31 dólares; e de 1.118,31 dólares para os com vencimento em 2020.

A liquidação da operação da primeira fase, iniciada em 28 de agosto e encerrada em 11 de setembro, deve ocorrer no dia 16.

Quando anunciou a emissão, no fim de agosto, a Embraer informou que a oferta de permuta seria feita apenas se houvesse a emissão mínima de 300 milhões de dólares em novas notas.

Em conjunto com a oferta de troca, a companhia também está solicitando consentimento dos credores para propor emendas aos contratos referentes aos títulos antigos.

A maioria dos credores aceitou mudança nas regras dos títulos com vencimento em 2020. Contudo, as autorizações exigidas para alterações propostas no contrato que rege as notas de 2017 ainda não foram recebidas, disse a empresa em comunicado ao mercado.

(Por Juliana Schincariol)