Petróleo recua com tentativa de acordo sobre Síria

sexta-feira, 13 de setembro de 2013 10:08 BRT
 

LONDRES, 13 Set (Reuters) - Os futuros do petróleo Brent eram negociados perto de 112 dólares por barril nesta sexta-feira, em queda, mas praticamente estáveis, enquanto ministros de relações exteriores de EUA e Rússia se encontravam em Genebra para tentar reverter o prometido ataque de potências ocidentais à Síria, reduzindo temores de um conflito mais amplo no Oriente Médio.

As expectativas de um iminente ataque dos EUA contra a Síria ajudaram a levar o Brent acima de 117 dólares no final de agosto, com preocupações dos investidores de que um conflito na região pudesse afetar países exportadores do Golfo Pérsico, região que produz um terço do petróleo mundial.

Às 9h33 (horário de Brasília) o Brent era negociado em baixa de 0,07 dólar, a 112,56 dólares por barril. O contrato outubro do Brent vence nesta sexta-feira. No mesmo horário, o petróleo nos EUA recuava 0,63 dólar, a 107,97 dólares.

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, e o chanceler russo, Sergei Lavrov, disseram nesta sexta-feira esperar que as negociações sobre as armas químicas sírias ajudem a salvar os planos para a conferência "Genebra 2" em busca do fim da guerra na Síria.

Kerry, que considerou "construtivas" as negociações em curso sobre as armas químicas, disse em entrevista coletiva em Genebra que ele e Lavrov planejam reunir-se em Nova York no final deste mês e esperam fechar uma data para a conferência de Genebra.

(Por Christopher Johnson)