Ouro Preto fica com áreas de petróleo deixadas por Petra-fontes

sexta-feira, 13 de setembro de 2013 13:30 BRT
 

Por Sabrina Lorenzi

RIO DE JANEIRO, 13 Set (Reuters) - A petroleira Ouro Preto, do empresário Rodolfo Landim, cofundador da OGX, ficará com blocos da 11a Rodada de Licitações que foram arrematados, mas deixados por empresa concorrente, informaram duas fontes com conhecimento direto do assunto à Reuters nesta sexta-feira.

A companhia já decidiu ficar com três áreas devolvidas pela Petra Energia na Bacia do Parnaíba, e analisa mais uma, afirmou uma das fontes, que falaram na condição de anonimato.

As empresas que disputaram áreas no leilão mas que não levaram têm a preferência de assumir os direitos exploratórios dos blocos deixados pela companhia que ficou em primeiro lugar.

Elas poderão apresentar propostas até a próxima segunda-feira.

A companhia de Landim --ex-executivo da Petrobras que foi braço direito de Eike Batista, mas que deixou o grupo EBX em meio a desentendimentos que culminaram em ações judiciais contra o dono da OGX-- arrematou três áreas na 11a rodada.

A Ouro Preto definirá se levará mais uma área até segunda-feira, prazo estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), disse a fonte.

Cinco empresas de pequeno e médio porte no setor de petróleo desistiram de um total de 24 blocos arrematados na 11a rodada.

Além de OGX e Petra Energia, desistiram de áreas Brasoil Manati Exploração Petrolífera, Irati Petróleo e Energia e Sabre Internacional de Energia.   Continuação...