Wall Street avança; Dow Jones tem maior ganho semanal desde janeiro

sexta-feira, 13 de setembro de 2013 18:41 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 13 Set (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em alta nesta sexta-feira e o Dow Jones registrou seu maior ganho semanal desde janeiro, amparadas por ganhos do papel da Intel.

Investidores permaneceram cautelosos, no entanto, uma vez que o Federal Reserve deve reduzir seu estímulo monetário na próxima semana.

O índice Dow Jones avançou 0,49 por cento, para 15.376 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,27 por cento, para 1.687 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,17 por cento, para 3.722 pontos.

Na semana, o Dow Jones acumulou alta de 3 por cento, o S&P 500 avançou 2 por cento e o Nasdaq teve variação positiva de 1,7 por cento.

Apesar de sinais de que o crescimento econômico desacelerou um pouco no terceiro trimestre, operadores esperam que o Fed reduza seu programa de 85 bilhões de dólares em aquisições mensais de títulos em 10 bilhões de dólares. Ao mesmo tempo, o banco central deve manter as taxas de juros altamente acomodativas para ajudar a economia -- amparando as ações.

O Dow Jones tem apenas mais uma semana de negociações com sua atual carteira de 30 papéis. Após isso, o índice vai adicionar os papéis do Goldman Sachs, Nike e Visa, substituindo Alcoa, Bank of America e HP. A ação da Visa acumulou alta de 7 por cento nesta semana.

O papel que mais impulsionou os três principais índices nesta sexta-feira foi o da Intel, que ganhou 3,6 por cento para 23,44 dólares, após o Jefferies melhorar sua recomendação para a ação da fabricante de chips e elevar o preço-alvo para 30 dólares.

O S&P 500 registrou seu maior ganho semanal em cerca de dois meses, mas a faixa em que tem sido negociado estreitou-se fortemente nesta semana, e essa tendência deve continuar até o anúncio do Fed.

"Na semana que vem, com as discussões do Fed sobre a redução do estímulo, e quando elas acabarem, são grandes notícias para o mercado, e mais importante, para como os mercados interpretam o que o Fed está ou não está fazendo", disse o vice-presidente de investimentos do Harford Funds, Vernon Meyer.