Futuros do petróleo recuam com menor tensão no Oriente Médio

segunda-feira, 16 de setembro de 2013 17:44 BRT
 

NOVA YORK, 16 Set (Reuters) - Os preços globais de petróleo fecharam em queda nesta segunda-feira, após autoridades norte-americanas e russas firmarem um acordo no fim de semana para eliminar as armas químicas da Síria, aliviando a preocupação de investidores.

Também contribuiu para o recuo dos futuros da commodity declarações do novo chefe de energia atômica do Irã, que disse que seu país quer resolver uma disputa nuclear de uma década com o Ocidente.

Os contratos do Brent para entrega em novembro perderam 1,63 dólar, para 110,07 dólares o barril, reduzindo as perdas após chegar a cair quase 3 dólares para 108,73 dólares, menor nível desde 12 de agosto.

O Brent fechou abaixo de sua média móvel de 50 dias, de 110,31 dólares, pela primeira vez desde o início de julho.

Já os contratos do petróleo dos EUA para entrega em outubro tiveram variação negativa de 1,62 dólar o barril, para 106,59 dólares, após tocarem 106,10 dólares na mínima do dia.

O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que vai manter opção militar se Damasco não cumprir um plano de desarmamento da Organização das Nações Unidas elaborado por Washington e Moscou. No domingo, jatos e artilharia sírios bombardearam subúrbios rebeldes da capital.