Chuvas no Sul e Centro-Oeste permitem primeiros plantios de soja

terça-feira, 17 de setembro de 2013 11:23 BRT
 

SÃO PAULO, 17 Set (Reuters) - Chuvas previstas para hoje e nos próximos dias devem permitir que produtores de soja de Mato Grosso e Paraná iniciem o plantio, mas a irregularidade das precipitações nas próximas semanas no Centro-Oeste levará risco às lavouras que forem semeadas, disse nesta terça-feira um agrometeorologista.

"A frente fria aos poucos vem avançando sobre o Brasil Central onde já há previsão para chuvas nesta terça-feira sobre São Paulo --onde já chove desde ontem à noite--, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e Minas Gerais", disse Marco Antonio dos Santos, da Somar Meteorologia, em nota.

Ele destacou que os volumes previstos para a semana deverão oscilar entre 20 e 50 milímetros, o que "não são grandes volumes, mas o suficiente para permitir que muitos produtores mato-grossensse e paranaenses iniciem o plantio da nova safra de soja".

Não há indicativos, no entanto, de que novas chuvas generalizadas possam ocorrer ainda nesse mês de setembro em Mato Grosso, ressaltou Santos.

No Centro-Oeste e no Sudeste, os próximos 40 dias ainda serão de chuvas "muito irregulares, muito semelhante a 2012". O plantio não irá ocorrer de forma homogênea em todas as localidades dessas regiões, disse ele.

Santos aponta "possíveis perdas àqueles que realizarem o plantio nessas primeiras chuvas da primavera".

As chuvas no Paraná deverão ser mais regulares.

Mato Grosso e Paraná são os dois maiores Estados produtores de soja do país. Desde o início desta semana está permitido oficialmente o plantio da oleaginosa nestas regiões.

O Brasil deve colher uma safra recorde de soja na temporada 2013/14, que está começando, caso se confirmem os indicativos de produtividade, que dependem em grande parte do regime de chuvas.

(Por Gustavo Bonato)