Bélgica considera aviões Lockheed F-35 para substituir F-16--fonte

terça-feira, 17 de setembro de 2013 12:31 BRT
 

WASHINGTON, 17 Set (Reuters) - Funcionários do governo dos Estados Unidos informaram o governo belga sobre as capacidades do jato de combate F-35 da Lockheed Martin Corp, enquanto Bruxelas se prepara para substituir sua envelhecida frota de 60 caças F-16, disse uma fonte familiarizada com o assunto à Reuters.

A fonte, que não estava autorizada a falar publicamente, disse que a Bélgica estava pensando em comprar 35 a 55 novos jatos com radar de evasão F-35. Nenhuma decisão é esperada até no mínimo o final de 2014.

A Bélgica foi um dos parceiros originais da Otan a comprar o jato F-16 de combate, também construído pela Lockheed; mas ao contrário da Dinamarca, Noruega e Holanda, ela não aderiu ao consórcio internacional que financiou o desenvolvimento do F-35.

Funcionários do governo dos EUA visitaram a Bélgica para discutir o F-35, que está sendo construído para substituir o F-16 e uma dúzia de outros aviões em uso em todo o mundo, de acordo com a fonte.

Nem Lockheed nem um porta-voz do escritório do programa F-35 do Pentágono tinham qualquer comentário imediato.

(Reportagem de Andrea Shalal-Esa)