Perspectivas para construção pioram no longo prazo--SindusCon

terça-feira, 17 de setembro de 2013 14:25 BRT
 

17 Set (Reuters) - Os empresários do setor de construção civil viram melhora no desempenho de curto prazo, mas aumentaram o pessimismo em relação aos resultados futuros, conforme levantamento do SindusCon-SP, sindicato que representa o setor no Estado de São Paulo.

As perspectivas com relação ao desempenho de suas construtoras para os próximos meses melhorou em agosto, indicando alta de 1,7 por cento em relação à pesquisa anterior, de acordo com a Sondagem Nacional da Indústria da Construção Civil, realizada pelo SindusCon-SP e pela Fundação Getúlio Vargas e divulgada nesta terça-feira.

Em 12 meses, a pesquisa mostra queda de 2,3 por cento quanto a este item.

Já a percepção com relação à performance futura continua se deteriorando, com recuo de 0,6 por cento em relação ao trimestre anterior e queda de 3,1 por cento em 12 meses, disse o Sinduscon.

"Questões como rentabilidade e emprego mais uma vez puxaram para baixo o indicador de desempenho", adicionou.

Houve tendência de piora no indicador de dificuldades financeiras, que atingiu 51,8 pontos, um aumento de 2,5 por cento na comparação com o trimestre anterior e 5,9 por cento em 12 meses. Neste caso, valores abaixo de 50 indicam dificuldades menores.

Além disso, o pessimismo dos empresários sobre a economia aumentou, com queda de 27,2 por cento do indicador de perspectiva de crescimento econômico em relação ao trimestre anterior e 27,9 por cento em 12 meses.

Considerando apenas o Estado de São Paulo, a queda foi mais expressiva, com recuo de 31 por cento na comparação trimestral e de 32 por cento em 12 meses.

(Por Juliana Schincariol, no Rio de Janeiro)