Wells Fargo demite 1.800 funcionários no negócio de hipotecas

quinta-feira, 19 de setembro de 2013 13:42 BRT
 

Por Peter Rudegeair

NOVA YORK, 19 Set (Reuters) - O Wells Fargo & Co, maior credor de hipotecas dos Estados Unidos, disse na quinta-feira que cortará 1.800 postos de trabalho em seu negócio de empréstimos para moradia devido a uma demanda menor para refinanciamentos em meio a taxas de juros mais altas.

O quarto maior banco dos Estados Unidos deu um aviso prévio de 60 dias na quarta-feira a funcionários que seriam demitidos, disse a instituição em um comunicado.

O vice-presidente financeiro da empresa, Tim Sloan, disse aos investidores em uma conferência no dia 9 de setembro que o banco havia dispensado 3.000 empregados da sua unidade de hipotecas até agora no terceiro trimestre.

Sloan também disse que o Wells Fargo esperava gerar quase 80 bilhões de dólares em empréstimos para moradia no terceiro trimestre, quase 30 por cento a menos que o valor obtido no segundo trimestre.

À medida que as receitas com hipoteca caem, o banco procura cortar despesas na unidade, um processo que normalmente leva um ou dois trimestres, segundo Sloan.

A notícia do plano de demissões foram relatadas inicialmente pela Bloomberg News na quarta-feira.

O Wells Fargo realizou mais de um de cada cinco empréstimos para moradias nos EUA no segundo trimestre, segundo a Inside Mortgage Finance, uma publicação do setor.

As ações do banco estavam em baixa de 0,85 por cento às 13h39 (horário de Brasília), sendo negociadas a 42,94 dólares.

(Por Nadia Damouni)