Índia surpreende e eleva juros de olho na inflação

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 07:43 BRT
 

MUMBAI, 20 Set (Reuters) - O presidente do banco central da Índia, Raghuram Rajan, surpreendeu os mercados nesta sexta-feira ao elevar a taxa de juros para controlar a alta da inflação.

Rajan, que assumiu o cargo neste mês em meio à pior crise econômica desde 1991, elevou a taxa de juros nas operações de recompra em 0,25 ponto percentual, para 7,5 por cento, indo contra as estimativas de manutenção para impulsionar a economia.

Como esperado, o ex-economista-chefe do FMI adotou um tom conservador, mas não se comprometeu com a direção da próxima medida de política monetária e afirmou que pretende retirar as medidas de aperto de liuquidez que foram implementadas para estabilizar a moeda assim que as condições do mercado permitirem.

Apesar de uma economia que cresceu apenas 4,4 por cento no segundo trimestre, o ritmo mais fraco em quatro anos, Rajan optou pela elevação dos juros pela primeira vez em quase dois anos.

O índice de preços no atacado da Índia subiu para uma máxima de seis meses de 6,1 por cento em agosto, com a inflação ao consumidor atingindo 9,52 por cento.

(Reportagem de Tony Munroe e Suvashree Dey Choudhury)