UE considera ação legal contra a Itália por emissões da siderúrgica Ilva

sexta-feira, 20 de setembro de 2013 16:13 BRT
 

BRUXELAS/ROMA, 20 Set (Reuters) - A Comissão Europeia pode abrir um procedimento legal contra a Itália acusando o país de ter falhado em controlar emissões tóxicas da siderúrgica Ilva, atualmente no centro de uma investigação, afirmou à Reuters nesta sexta-feira uma fonte da Comissão a par do assunto.

A fonte afirmou que um procedimento de infração contra a Itália foi incluído na lista de ações da União Europeia a ser publicada na próxima quinta-feira.

Contudo, uma fonte no ministério do meio ambiente italiano e outra fonte da Comissão disseram que Roma e Bruxelas ainda estão em negociações.

A Ilva, dona da maior siderúrgica da Europa, localizada na cidade de Taranto, no sul da Itália, deu início a uma operação de limpeza após promotores terem alegado que emissões tóxicas provocaram níveis anormalmente altos de câncer e doenças respiratórias na região.

Segundo documentos das acusações, décadas de emissões de dioxinas, benzopireno e outras substâncias cancerígenas causaram um "desastre ambiental", prejudicando a saúde de residentes de Taranto e afetando atividades de fazendeiros e pescadores.

A Ilva afirmou repetidamente que a siderúrgica está de acordo com padrões ambientais e negou que suas operações tenham sido responsáveis por quaisquer problemas de saúde.

(Reportagem de Massimiliano Di Giorgio e Francesco Guarascio)