Iata corta projeção de lucro para indústria aérea mundial em 2013

segunda-feira, 23 de setembro de 2013 14:14 BRT
 

23 Set (Reuters) - O setor aéreo global cortou sua expectativa de lucro este ano em 8 por cento, para 11,7 bilhões de dólares, nesta segunda-feira, citando crescimento mais fraco em regiões da Ásia e aumento na intensidade de desaceleração na demanda por transporte de carga.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), que representa cerca de 200 companhias aéreas, firmou que o corte de 1 bilhão de dólares na expectativa de lucro do setor também reflete alta nos preços do petróleo, puxado pela crise na Síria. A última previsão da entidade havia sido divulgada em junho.

"A situação da indústria não está melhorando tão rápido quando esperávamos", disse o diretor-geral da Iata, Tony Tyler. Apesar disso, "isso ainda é uma melhora sobre o lucro de 7,4 bilhões de dólares de 2012", acrescentou.

Para 2014, a Iata estima nova alta no lucro do setor, para 16,4 bilhões de dólares, com base em expectativa de aumento na confiança de empresas e consumidores e redução nos preços do petróleo.

"O crescimento nos mercados emergentes da Índia, Brasil e em certo grau da China tem sido mais lento que o antecipado", disse Tyler a jornalistas. "Isso tem sido de certa forma balanceado por melhorias na economia dos Estados Unidos e por estabilização na zona do euro."

Para este ano, a Iata estima crescimento de apenas 0,9 por cento no tráfego de carga aérea, responsável por cerca de um terço do comércio global em valor, ante previsão anterior de expansão de 1,5 por cento. Para o fluxo de passageiros, a expectativa é de crescimento de 5 por cento.

(Por Tim Hepher e Karen Jacobs)