Brasil domina negócios de soja com China em 2013

segunda-feira, 23 de setembro de 2013 15:11 BRT
 

SÃO PAULO, 23 Set (Reuters) - O Brasil continua dominando com folga os negócios globais de soja com a China em 2013, enquanto as importações chinesas da oleaginosa dos Estados Unidos despencaram, de acordo com dados da alfândega do país asiático.

A China, maior importador global do produto, registrou desembarques de 6,4 milhões de toneladas de soja em agosto, crescimento de 44 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado. Do total, a oleaginosa brasileira respondeu por 5,1 milhões de toneladas, um volume que representou um crescimento de 82,2 por cento ante agosto de 2012.

No acumulado do ano até agosto, as importações chinesas da soja de todos os países fornecedores aumentaram 4,4 por cento, para pouco mais de 41 milhões de toneladas, com o Brasil respondendo por 23,9 milhões de toneladas, aumento de 20,1 por cento ante o mesmo período do ano passado.

Para isso, os exportadores brasileiros contaram com a oferta de uma safra recorde superior a 80 milhões de toneladas.

Já o total de soja dos EUA desembarcada em agosto caiu 99,6 por cento em agosto, uma vez que os estoques do país estão baixos após uma colheita fraca em 2012 e antes da entrada da nova safra, que está próxima de ser colhida.

No acumulado do ano até agosto, a China importou 12,5 milhões de toneladas de soja dos EUA (segundo fornecedor do produto à China no ano), queda de 18,6 por cento na comparação com o mesmo período do ano passado.

Os desembarques de soja brasileira na China em setembro deverão cair ante agosto, considerando as exportações consolidadas do Brasil para o gigante asiático no mês passado, que somaram 3,8 milhões de toneladas, segundo dados do governo brasileiro.

O Brasil já exportou grande parte da soja da última safra. De janeiro a agosto, os embarques do grão do país somaram 37,1 milhões de tonelada, para todos os destinos.

A indústria prevê exportações recordes de 40,5 milhões de toneladas no ano comercial que vai de fevereiro de 2013 a janeiro de 2014.   Continuação...