Ações dos EUA caem por declarações sobre Fed e preocupações com Washington

segunda-feira, 23 de setembro de 2013 18:08 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 23 Set (Reuters) - As ações dos Estados Unidos fecharam em queda pelo terceiro pregão consecutivo nesta segunda-feira, após declarações de integrantes do Federal Reserve manterem viva a incerteza sobre os próximos passos da política monetária norte-americana.

O índice Dow Jones recuou 0,32 por cento, para 15.401 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,47 por cento, para 1.701 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,25 por cento, para 3.765 pontos.

O iminente prazo político em Washington elevou a pressão no mercado. As perdas das últimas três sessões anularam o ganho de 1,2 por cento registrado pelo S&P 500 na quarta-feira passada, quando o Fed decidiu manter o estímulo econômico.

O presidente do Fed de Nova York, William Dudley, disse em discurso que o cronograma que o chairman do Fed, Ben Bernanke, articulou em junho para a redução do programa de compra de títulos ainda está "bastante intacto", contanto que a economia continue a melhorar.

Em evento separado, o presidente do Fed de Dallas, Richard Fisher, alertou que o Fed perdeu credibilidade e disse que pediu que colegas apoiarem uma redução de 10 bilhões de dólares no programa de estímulo na semana passada.

Bancos lideraram o declínio do S&P 500, com o papel do Citigroup perdendo 3,2 por cento, para 49,57 dólares, um dia após o Financial Times noticiar que o Citi teve queda significativa nas receitas com negociações no terceiro trimestre. O índice financeiro do S&P 500 recuou 1,5 por cento. Já a ação do JPMorgan Chase caiu 2,5 por cento, para 51,46 dólares.

O Fed decidiu na semana passada contra a redução das compras de ativos, mantendo o ritmo atual de 85 bilhões de dólares ao mês. A opção do BC dos EUA surpreendeu muitos investidores, que esperavam uma redução na medida.

"Eles levantaram incerteza, e a incerteza mais do que compensa o fato de que deixaram intacta uma medida mais expansionista", disse o diretor de gestão do Wedbush Equity Management, Stephen Massocca.