Confiança do consumidor sobe 1,0% em setembro para maior nível desde fevereiro

terça-feira, 24 de setembro de 2013 08:47 BRT
 

SÃO PAULO, 24 Set (Reuters) - O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas subiu 1,0 por cento em setembro na comparação com agosto, atingindo o maior nível desde fevereiro, informou a FGV nesta terça-feira.

O ICC avançou para 114,2 pontos, ante 113,1 pontos em agosto, quando havia subido 4,4 por cento em relação ao mês anterior. Em fevereiro o indicador atingiu 116,2 pontos.

De acordo com a FGV, o Índice da Situação Atual (ISA) subiu 3,5 por cento, passando para 121,3 pontos em setembro, maior nível desde maio (122,7). Já o Índice de Expectativas avançou 0,4 por cento, para 110,8 pontos no período.

Após forte queda em junho e julho, o indicador que mede a situação econômica no momento registrou alta de 4,5 por cento em setembro, retornando ao nível de junho.

Na comparação entre agosto e setembro, a proporção de consumidores que avaliam a situação atual da economia como boa passou de 17,4 por cento para 17,3 por cento, enquanto a dos que a consideram ruim caiu de 37,8 por cento para 34,1 por cento.

Já em relação aos seis meses seguintes houve melhora no quesito que mede a intenção de compras de bens duráveis, com avanço de 0,7 por cento. O indicador atingiu 86,5 pontos, o maior patamar desde janeiro de 2013 (86,6).

A parcela de consumidores com ímpeto para compras maiores diminuiu de 16,0 por cento para 13,4 por cento, enquanto a dos que preveem compras menores caiu de 30,1 por cento para 26,9 por cento.

A confiança dos consumidores foi afetada recentemente, entre outros, pela inflação elevada, que ainda é motivo de atenção.

(Por Camila Moreira; Edição de Alexandre Caverni)