Coreia do Sul rejeita jato da Boeing e Lockheed é favorita

terça-feira, 24 de setembro de 2013 09:42 BRT
 

SEUL, 24 Set(Reuters) - O governo da Coreia do Sul cedeu à pressão pública na terça-feira e votou contra a proposta de fornecimento de aviões de guerra da Boeing, argumentando que vai reiniciar o processo multibilionário de compra para comprar jatos mais avançados.

O modelo F-35A da Lockheed Martin, antes considerado muito caro, passou a ocupar a primeira posição na disputa pelo contrato depois que o ministro da Defesa destacou um avião de combate de quinta geração como sua opção preferida.

O F-35, de quinta geração, já foi encomendado por sete países, incluindo Japão e Israel.

O modelo F-15 Silent Eagle da Boeing estava perto de ganhar o contrato de 8,3 trilhões de wons (7,7 bilhões de dólares), como o único competidor a se encaixar no orçamento, mas militares e legisladores do partido do governo criticaram o avião por avaliar que o modelo não tem capacidades furtivas cruciais.

(Por Joyce Lee e Ju-min Park)