China adquire participação na Uralkali, gigante russa de potássio

terça-feira, 24 de setembro de 2013 11:56 BRT
 

MOSCOU, 24 Set (Reuters) - A China, maior consumidor mundial de potássio, adquiriu uma participação de 12,5 por cento na russa Uralkali, líder na produção do nutriente, disse a empresa nesta terça-feira.

O acordo, um raro exemplo de uma aquisição chinesa direta de um ativo russo de recursos naturais, ocorreu em meio a especulações de que o magnata Suleiman Kerimov poderia vender sua grande participação na Uralkali por conta de uma disputa entre a Rússia e Belarus.

O China Investment Corp (CIC, na sigla em inglês), fundo soberano da China, recebeu uma participação na Uralkali em um negócio de troca de títulos com a Wadge Holdings Ltd.

Uma fonte com conhecimento sobre a transação disse que o negócio foi desencadeado quando o valor de mercado da Uralkali caiu abaixo dos 20 bilhões de dólares. Nenhum dinheiro mudou de mãos no negócio.

O CIC declinou comentar.

O valor de mercado da empresa russa, prejudicado por uma controvérsia sobre sua saída em julho de um cartel com a estatal Belaruskali, está agora em 16,4 bilhões de dólares, precificando a participação de 12,5 por cento em cerca de 2 bilhões de dólares.

(Reportagem de Polina Devitt)