24 de Setembro de 2013 / às 18:28 / 4 anos atrás

Moagem de cana do CS cai na 1a quinzena com manutenção em usinas

SÃO PAULO, 24 Set (Reuters) - A moagem de cana-de-açúcar do centro-sul do Brasil somou 42,84 milhões de toneladas na primeira quinzena de setembro, queda de 11,7 por cento na comparação com a segunda quinzena de agosto, em parte por conta de paradas para manutenção de algumas usinas, informou a Unica nesta terça-feira.

“A moagem efetiva das unidades produtoras nessa quinzena foi de 2,86 milhões de toneladas por dia, uma pequena retração em relação ao volume verificado na quinzena passada --3,03 milhões de toneladas por dia-- que apresentou condições excepcionais para a colheita”, afirmou em nota o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio de Padua Rodrigues.

Na comparação com a moagem do mesmo período do ano passado, houve uma alta de 2,1 por cento, segundo a Unica, com as usinas se beneficiando de um tempo predominantemente seco, o que favorece a colheita.

A produção de açúcar na última quinzena somou 2,96 milhões de toneladas no centro-sul, região que responde por 90 por cento da safra de cana do país, uma queda de 5,5 por cento ante o mesmo período de 2012, com as usinas privilegiando o etanol para atender a demanda crescente no mercado interno, principalmente, disse a associação.

A produção de etanol somou 1,88 bilhão de litros na quinzena, alta de 4 por cento ante mesmo período de 2012.

Da quantidade total de cana-de-açúcar moída na primeira metade de setembro, 49,14 por cento destinaram-se à produção de açúcar --e mais da metade para o etanol--, percentual inferior aos 51,56 por cento computados para o adoçante na mesma quinzena da safra passada.

No acumulado desde o início da safra 2013/14, até 16 de setembro, a proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar também segue abaixo dos índices de 2012/13: 44,97 por cento neste ano, frente a 49,50 por cento da temporada anterior.

“Houve um pequeno crescimento na proporção de cana destinada à produção de açúcar nesta quinzena em comparação com a quinzena passada, que registrou mix para açúcar de 48,61 por cento, mas ainda estamos muito aquém dos valores verificados na última safra”, comentou Padua.

ACUMULADO

No acumulado da safra até 16 de setembro, a moagem somou 406,26 milhões de toneladas, aumento de 16,21 por cento quando comparada àquela observada em igual período de 2012.

O volume, contudo, permanece abaixo dos 417,65 milhões de toneladas verificados até o mesmo período da safra 2010/2011, temporada em que as usinas localizadas na região centro-sul processaram um total de 556,95 milhões de toneladas.

A moagem da safra atual está estimada para atingir um recorde de cerca de 590 milhões de toneladas.

No acumulado desde o início da safra, a produção de etanol totalizou 17,24 bilhões de litros, alta de 25,9 por cento ante a safra passada, sendo 9,88 bilhões de litros de hidratado e 7,36 bilhões de litros de anidro.

Já a produção de açúcar alcançou 22,92 milhões de toneladas na safra, alta de 5,1 por cento ante o mesmo período de 12/13.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below