Moagem de cana do CS cai na 1a quinzena com manutenção em usinas

terça-feira, 24 de setembro de 2013 15:27 BRT
 

SÃO PAULO, 24 Set (Reuters) - A moagem de cana-de-açúcar do centro-sul do Brasil somou 42,84 milhões de toneladas na primeira quinzena de setembro, queda de 11,7 por cento na comparação com a segunda quinzena de agosto, em parte por conta de paradas para manutenção de algumas usinas, informou a Unica nesta terça-feira.

"A moagem efetiva das unidades produtoras nessa quinzena foi de 2,86 milhões de toneladas por dia, uma pequena retração em relação ao volume verificado na quinzena passada --3,03 milhões de toneladas por dia-- que apresentou condições excepcionais para a colheita", afirmou em nota o diretor técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Antonio de Padua Rodrigues.

Na comparação com a moagem do mesmo período do ano passado, houve uma alta de 2,1 por cento, segundo a Unica, com as usinas se beneficiando de um tempo predominantemente seco, o que favorece a colheita.

A produção de açúcar na última quinzena somou 2,96 milhões de toneladas no centro-sul, região que responde por 90 por cento da safra de cana do país, uma queda de 5,5 por cento ante o mesmo período de 2012, com as usinas privilegiando o etanol para atender a demanda crescente no mercado interno, principalmente, disse a associação.

A produção de etanol somou 1,88 bilhão de litros na quinzena, alta de 4 por cento ante mesmo período de 2012.

Da quantidade total de cana-de-açúcar moída na primeira metade de setembro, 49,14 por cento destinaram-se à produção de açúcar --e mais da metade para o etanol--, percentual inferior aos 51,56 por cento computados para o adoçante na mesma quinzena da safra passada.

No acumulado desde o início da safra 2013/14, até 16 de setembro, a proporção de matéria-prima direcionada à fabricação de açúcar também segue abaixo dos índices de 2012/13: 44,97 por cento neste ano, frente a 49,50 por cento da temporada anterior.

"Houve um pequeno crescimento na proporção de cana destinada à produção de açúcar nesta quinzena em comparação com a quinzena passada, que registrou mix para açúcar de 48,61 por cento, mas ainda estamos muito aquém dos valores verificados na última safra", comentou Padua.

ACUMULADO   Continuação...